TEMAS

segunda-feira, novembro 06, 2006

A propósito de «Cinema Pobre» em Cabo Verde

A comunidade fílmica formada por afinidades traz consigo a velha questão do cinema de Indústria e cinema doméstico. É como se esse ar de familia que aparentam projecções deste tipo reivindicassem um espaço privado, longe de estranhos. Neste particular, Jonas Mekas é o exemplo máximo e talvez precurssor desta tendência contemporânea, na qual a experimentação e a vanguarda são practicamente uma forma de estar no mundo do cinema e documentário.

3 comentários:

Soraia disse...

Gostei do blog... Muito sucesso aí por Espanha. Trabalho com o seu sobrinho Jair, no programa Nha Terra, Nha Cretcheu.
http://nhaterra2005.blogspot.com

Mário Almeida disse...

Obrigado, Soraia. Gostaria que me desse a sua opinião sobre o último post: »chapeu para mentes privilegiadas».

Mário Almeida disse...

Gostei das fotos no blog «Nha terra».