TEMAS

sexta-feira, janeiro 16, 2009

ROTA AUDIOVISUAL CABO VERDE 2008

Minority Reporter" (2002). Steven Spielberg


Janeiro
Guennyk Pires inicia a produção do seu novo documentário «Contrato» que decorre á volta da história dos contratados para São Tomé e Príncipe quando o governo português incentivou a emigração de cabo verde para são Tomé.

Fevereiro
Tambla Almeida publica o artigo «Cinemateca ou o direito irrevogável á memória». Uma análise pungente á possibilidade de se criar uma cinemateca em cabo verde e a importância de preservação da memória.

Março
“Some kind of Funny Porto Rican - A Cape Verdean American Story” de Claire Watkins é tema de um artigo de Chissana Magalhães publicado a 21 de Março no Suplemento «Kriolidade» - uma longa reportagem sobre o carácter do documentário e as dificuldades que se enfrentam no meio. O filme (watch the video) fora exibida em Janeiro de 2006 no Museum of Fine Arts de Boston e aborda a história dos imigrantes crioulos, no bairro Fox Point, em Providence, Rhode Island, a segunda mais antiga e mais importante comunidade cabo-verdiana nos Estados Unidos.

Tim Reid chega a cabo Verde para filmar um documentário sobre a história da Cidade Velha. A produtora-executiva é a esposa Daphne Maxwell Reid. O filme foi produzido pela People of Diáspora – Entertainement Media Group. Contou também com a colaboração dos Mendes Brothers cujo concerto ao vivo em S. Vicente foi filmado pelo realizador. Tim reid registou a passagem de Amistad para futuras produções.

Os cabo-verdianos Paulo Cabral, Adilson Semedo e Mário Almeida submeteram projectos Cabo-verdianos ao AfricaDoc, programa promovido pela LX Filmes em parceria com o ICA (Portugal). Das três ideias apresentadas - «Terra Rejeitada», «Imigrante Ilustre» e «Histórico Verídico» - só a primeira, relacionada com a problemática social dos imigrantes repatriados dos EUA - ficou seleccionada para apoio em termos de produção.

Txan productions & Visual Arts Inc, sediada em Los Angeles (EUA), divulga o seu calendário de produção:
- “550 years of Cape Verde History”;
- “Deported” – Guennyk Pires, Jeremy C. Gredone e Jamal Rashada e que abordará a deportação de jovens caboverdeanos dos EUA para cabo Verde;
- “News from América to Cape Verde Islands” ( documentário televisivo de 10 episódios)
- “Roada to Sea” (Caminho de Mar)
- “Music Soul of People” (Música: a Alma do Povo)
- “Two Worlds” (Dois Mundos)
- “Contract” (Contrato)

Abril
Tambla Almeida escreve um excelente artigo «Poeira no Cinema que Pensa» no qual aborda as particularidades e a arte de se fazer documentário e cinema, redigindo críticas singelas sobre os filmes: «To Beef or Not to Beef» de Yuri Ceunink e Manuel Fortes; «Rua Banana» de Mário Benvindo; e o seu próprio filme «Poeira e Poesia».

«O Percurso de Cabo Verde» de Guennyk Pires é exibido no Community College de Massachussets (EUA)

Maio
Estreia em Cabo Verde, o filme “A Ilha dos Escravos” do realizador português Francisco Manso.

Início de produção de “Revelação dos Rabelados” de Mário Benvindo Cabral cujo filme “Rua Banana – Cidade Velha” foi exibido no Festival Lusófono de Cinema e Documentário «Mostra Língua»”

“Proud To Be Cape Verdean: A look at Capeverdean in the Golden State” do cabo-americano Mike Costa faz o retrato cultural e social da comunidade residente na Califórnia. O documentário é narrado por Danny Glover, consagrado actor norte-americano. Histórias orais, entrevistas e fotografias dos cabo-verdianos que fizeram da Califórnia a sua casa.

Junho
Maralto Produções, criado em 1993 por Leão Lopes, volta a estar activo 15 anos depois com uma carteira de projectos alguns em andamento (documentários, filmes de ficção e reanimação de circuito audiovisual). A produtora que possui autonomia financeira e em equipamentos planeia a rodagem do documentário San Jon no Porto Novo em parceria com a Real Ficção.

Centro de Estudos Brasileiros inicia actividades na Praia incluindo a exibição de filmes brasileiros na sua programação.

“O Meu Coração 2” do realizador nigeriano João Paulo Umeh é exibido no Auditório Jorge Barbosa na Praia.


*
* (ELIPSE) *


Outubro
Realiza-se a II Semana do Cinema Africano no Auditório do Centro Cultural em Mindelo. «Piéces d’identités» do congolês Mweze Ngangura é um dos filmes exibidos.



Fonte: Jornal «A Semana» e «Search for Identity».

2 comentários:

José Eduardo Fonseca Soares disse...

Adorei ler esta 'Rota Audiovisual Cabo Verde 2008'. Afinal, estamos quase virgens nesse campo, sempre se fez alguma coisa. De realçar homens da área que têm estado a 'carregar o piano'...
Só lamentei que não tenha havido uma única referencia a um filme/documentário que foi estreado a 5 de Julho no país, e que esteve no Festival do Gramado 2008 a representar este país...

Mário Vaz Almeida disse...

Isso deixa-me curioso, caro Fonseca Soares. Poderia, na verdade, ter feito uma lista de mostras de cinema e documentário exibidos em Cabo Verde, o que seria interessante e, quiçá, mais introspectivo. E, de certeza que haveria muito mais a dizer no que toca a Mindelo por causa da sua dinamica cultural e onde as coisas ferviham mais...Obrigado pelo reparo,...